ESTE MÊS, A IDIOT MAG CONVERSOU COM MIGUEL SERENO. UM DESIGNER DE JOALHARIA DA NOSSA GERAÇÃO, ARRISCANDO-SE A CRAVAR A SUA MARCA “MIGUEL SERENO JOALHEIRO” NAS NOSSAS VIDAS. FOI TAMBÉM UM DOS ARTISTAS A EXPOR NA IDIOT ART 2, E, NESTA PEQUENA ENTREVISTA, RELATA A SUA VISÃO E PROCESSO ENQUANTO YOUNG DESIGNER:

joalheiro_dois

Idiot: Como começou a marca Miguel Sereno Joalheiro?
Miguel Sereno: Sempre sonhei em criar a minha marca. Quando acabei o curso não tinha grandes perspectivas de emprego, então decidi arriscar. Encontrei o atelier na Rua da Vilarinha no Porto, no qual pude desenvolver o meu trabalho.

Idiot: Vejo que és um designer com um conceito minimalista. O que te leva a esse registo?
Miguel Sereno: Tenho um gosto especial por formas simples e concretas, desde a básica figura geométrica à sensualidade das curvas orgânicas. Gosto de jogar com as duas até chegar ao equilíbrio.

Idiot: Tens um método de trabalho definido?
Miguel Sereno: Não tenho um método definido. Geralmente, começo por fazer uns esboços com as ideias que me surgem. Às vezes, recorro a maquetas de forma a esquematizar o processo de trabalho, até porque, na joalharia, todo o processo de construção se pode comparar a um puzzle.
Algo que me dá grande gozo, por exemplo, é sentar-me na banca e começar a modelar o material. Nesse processo começam a surgir ideias, pela forma que o material se comportou ou as texturas que surgiram, que muitas vezes se revela a ferramenta da criatividade.

joalheiro_um
Idiot: Certamente encomendam-te peças, algumas com um valor sentimental acrescido. É difícil associar a visão do cliente à tua?
Miguel Sereno: Nada melhor que dialogar, deixando-o expor os seus desejos, gostos ou imposições. A partir daí apresento as minhas ideias indo ao encontro do objectivo pretendido, ou seja, o seu adorno tão especial, nunca deixando a minha identidade de fora.

Idiot: Calendário para os próximos meses? Onde te podemos encontrar?
Miguel Sereno: De 19 a 23 de Setembro, vou estar na PortoJóia na Exponor com stand, associado ao colectivo de Designers LusaDesign. No primeiro dia apresento a colecção no meu primeiro desfile de novos criadores. De 9 a 14 de Outubro, parto para terras alfacinhas onde vou estar presente na Lisboa Design Show na FIL.

Idiot: Como disseste é o teu primeiro desfile, um acontecimento importante na tua carreira. Como encaras este outro lado da produção e apresentação do teu trabalho?
Miguel Sereno: Sinceramente esta ideia no início assustou me um bocado. Contudo, sei que é algo que não posso encarar a meio gás e que me devo entregar de pés e cabeça. Por isso, ao nível da produção pensei desde a música à maquilhagem e à criação do vestuário como pano de fundo que complementam e transmitem a identidade das peças. Os pormenores e o rigor para mim são essenciais, tanto nas peças como em todo ambiente criado à volta delas.

Idiot: Quais são as tuas perspectivas para a fase seguinte?
Miguel Sereno: Fala-se muito da crise, mas mantenho-me optimista quanto ao futuro, penso que essa deve ser a chave para não perder a garra. Continuar a desenvolver o meu trabalho, talhando um caminho e nunca fugir à minha própria identidade. Investir cada vez mais na minha formação, tanto a nível prático como teórico, mantendo-me em constante actualização.
Espero com estes próximos eventos conseguir mostrar e consolidar a marca, inicialmente no mercado nacional e quiçá no futuro, fora de portas…

Texto: Ana Anderson