FacebookLinkedInTwitter

THIS IS PACIFICA, O COLECTIVO DE DESIGNERS DO PORTO COMPOSTO POR PEDRO SERRÃO, FILIPE MESQUITA E PEDRO MESQUITA JUNTO A DUAS MASCOTES, DÁ LARGAMENTE QUE FALAR NO MUNDO DO DESIGN PORTUGUÊS. O NOME, POR MUITO SUGESTIVO QUE SEJA, TEM A SUA EXPLICAÇÃO. PACIFICA É MAIS QUE TUDO UMA SENSAÇÃO. UMA SENSAÇÃO DE MUITO TRABALHO, MAS COM UMA COMPONENTE DE DESCONTRAÇÃO MUITO FORTE E IMPORTANTE PARA A INSPIRAÇÃO. PACÍFICA, COMO SEMPRE, MAS COM MUITA FORÇA!

pacificapa_um

PROCURÁVAMOS UM NOME QUE MAIS DO QUE UMA AFIRMAÇÃO OU IDENTIFICAÇÃO, FOSSE OU CRIASSE UMA SENSAÇÃO. PACIFICA É UM NOME EMOCIONAL, PORTUGUÊS E INTERNACIONAL.

pacifica_quatro
pacifica_tres
Projecto “vintevintevinte”

Idiot: De onde surge o nome This Is Pacifica?
This is Pacifica: nome This is Pacifica, surgiu por necessidade mas também por intuição. Procurávamos um nome que mais do que uma afirmação ou identificação, fosse ou criasse uma sensação. Pacifica é um nome emocional, português e internacional.

TEMOS IDEIAS QUE SERVEM ESTRATÉGIAS. SÃO IDEIAS QUE RESULTAM DO NOSSO INSTINTO, DA NOSSA EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL E DAS NOSSA EMOÇÕES. SÃO IDEIAS QUE SUSTENTAM MENSAGENS.

Idiot:São três no gabinete. Sempre foi assim? como começou o This Is Pacifica?
This is Pacifica:A Pacifica reúne desde o seu inicio 3 pessoas que partilham o mesmo ideal, a mesma amizade e a mesma visão. Hoje a Pacifica além do seus fundadores, tem uma equipa  que varia de acordo com a necessidade dos projetos que desenvolve. O mais importante em todo o caso é que a sintonia e ambição de dar corpo a projetos seja sempre a mesma.

Idiot:O vosso trabalho é um misto de técnicas diferente: carimbos, derrame de tintas, desmaterialização de materiais, composiçoes geometricas…
Como é o vosso metodo de trabalho? Em que ponto é que o computador entra como ferramenta de trabalho?
This is Pacifica:Temos ideias que servem estratégias. São ideias que resultam do nosso instinto, da nossa experiência profissional e das nossa emoções. São ideias que sustentam mensagens. Concentramo-nos em boas ideias sem nos condicionarmos por fórmulas ou ferramentas em particular.  O  propósito de cada projeto acaba por ditar uma abordagem que consideramos ajustada, obviamente que a diferenciação existe na materialização e na forma como contamos a história de cada marca ou projeto.
No vosso flickr vemo-vos a comer bolo, brindar, jogar tenis, e com a vossa mascote.

Idiot:É a descontração uma parte importante do processo criativo? Como é um dia de trabalho no vosso gabinete?
This is Pacifica:This is…
branding, open house, editorial, friendship, eco, sea, communication, playful, green, graphic space, sunny, motion, family, digital, ideas, analog, inspiration,overview, network, mags, olivetree, details, picnics, pictures, icecream, problems, solutions,
cards, meetings, skate, toasts, challenges, packaging, sand, wine, music, opinions, style, rain, people,newmedia, everywhere, you.

Idiot:Trabalham em Portugal e além fronteiras. Como surgiu essa internacionalização?
This is Pacifica:A internacionalização, surge como uma extensão natural do nosso trabalho. na realidade não altera nada. A forma como abordamos projetos, quer sejam estes locais, nacionais ou internacionais, parte sempre da mesma inquietude, da mesma natureza. 
A internacionalização existe também na forma como acolhemos pessoas que vêm trabalhar conosco em regime de estágio, neste momento na Pacifica temos o Marian Jo (Esloveno) e o Yilmaz (Turco), já tivemos Franceses, Espanhóis, Itailianos, vamos ter Alemães e esperamos ainda diversificar mais.

Consideramos que o input que toda esta diversidade dá ao estúdio um patrimonio valioso e enriquecedor na forma como encaramos cada projeto, cada desafio.

Idiot:Já figuram trabalhos vossos em livros como o Logology 2. Como se sentem quando veem o vosso trabalho reconhecido?
This is Pacifica:A forma como o trabalho é reconhecido, por meio de edições (só este ano vamos constar em 14 livros de design), prémios (nos 5 anos de existência são mais de 30) ou mesmo convites para figurar como jurís internacionais (Cannes Lions, El Ojo IbéroAmericano, European Art directors Club) revelam que  o nosso trabalho mais do que reconhecido, ganha expressão e notoriedade. Não sendo essencial na relação que temos com cada projeto, é importante na afirmação da Pacifica como um solução credível e competente na resolução de projetos criativos, nacional ou internacionalmente.

Idiot:Crise. Sentem-se afectados de alguma maneira?
This is Pacifica:A Crise é uma palavra feia, usada muitas vezes para justificar a falta de ousadia, de ética e de moral. Não nos identificamos com a crise.

Idiot:Hoje em dia quem tem como clientes?
This is Pacifica:Alguns dos clientes com quem trabalhamos: FITEI, Optimus,  TEDx, OODA, Ramos Pinto, Goin’ Porto, Red Bull, Exceed, La Bohème, Ricon group, Transdev, JCC, FAA, Monseo, Rise and Flow, Zilian, RAAD, Loopa, Ever Jets, Lagar de Darei… entre outros.

Idiot:Agora para fomentar a discussão que temos criado entre os designers com quem falamos, o design, é arte, ou não?
This is Pacifica:O Design tem como pressuposto a existência de um briefing, logo de uma necessidade, de um problema, de uma solução. É a resposta pessoal a uma questão não pessoal. 
Arte não exige respostas, exige perguntas, reflexão. É a resposta pessoal a uma questão pessoal, é uma inquietude intima.

pacifica_um
“FITEI”

pacifica_cinco
A trabalhar no projecto “La Boheme”